O colóquio:

Cinquenta anos nos separam de maio de 1968, e inúmeros eventos científicos, no Brasil, na França e em outros países do mundo, vão nos permitir refletir sobre essa época, desde suas razões até suas consequências. Portanto, escolhemos organizar um colóquio, relacionado a maio de 68, mas que não aborda o tema diretamente. A censura foi um dos problemas frequentemente denunciados pelos manifestantes na França em maio de 1968, mas também, sob uma forma diferente e, talvez mais perniciosa, um problema que reaparece nos dias de hoje, principalmente na internet.  “A censura à prova do tempo” pretende dar elementos de reflexão sobre a censura em geral e também especificamente nas formas novas pelas quais está se revestindo. A atualidade (censuras de exposições de artes no Brasil), as fake news, e os erros cometidos por algoritmos automáticos que levaram o Facebook, por exemplo, a censurar o quadro “A liberdade guiando o povo” (http://sicnoticias.sapo.pt/mundo/2018-03-19-Facebook-censura-os-seios-dA-Liberdade-guiando-o-povo-de-Delacroix), pintura que inspirou diretamente o cartaz do colóquio (esperamos que ele não seja censurado também!), mostra que o tema é bastante atual e importante.

Assim, este evento franco-brasileiro propõe uma história da censura, por Jean-Yves Mollier (historiador sobre censura), uma sessão de alta qualidade sobre a censura no Brasil durante o Estado Novo e a ditadura, uma reflexão sobre o papel da imprensa na nossa época por Edwy Plenel (Diretor de Médiapart e ex-diretor do Le Monde), considerações sobre Internet e Censura, um assunto especialmente importante no mundo de hoje, sobre Teatro e Censura onde vamos ver que o teatro não foi poupado pela censura e a ditadura, um olhar cruzado sobre a classificação dos filmes na França e no Brasil, e, para concluir, uma sessão sobre Arte Contemporânea e Censura, contando a participação dos curadores das exposições censuradas o ano passado (Luiz Camillo Osório, curador do Panorama – MAM/SP e Gaudêncio Fidelis, curador da Queermuseu).

Para quem não puder assistir a esse evento, o Consulado da França celebra os 50 anos de maio de 1968 organizando ou apoiando outros eventos, Edwy Plenel dará outras conferências, e  as conferências e debates de “A Censura à prova do tempo” vão ser publicadas na revista eletrônica Concinnitas (http://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/concinnitas/index ).

O Comitê científico deseja um excelente colóquio a todas e todos!

A inscrição é franca, porém importante: as vagas são limitadas!

 

Organização:

logoConsulat -Rio-RVB  logo IFB Brasil

 

Apoio:

UFF logo       nec logo        logotipo Ecopos    medialab-marca-preta

logo_unirio_vertical_CMYK300        logo art uerj        espelho      download

fcrb_MinC_GovFederal

 

Publicités
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close